Turismo, conflitos sociais e os direitos das populações tradicionais

Autores

  • Lea Carvalho Rodrigues

DOI:

https://doi.org/10.26512/abya-yala.v7i1.48585

Palavras-chave:

turismo, conflitos sociais, direitos, populações tradicionais

Resumo

O artigo trata dos efeitos de políticas de crescimento econômico via expansão turística, em especial os conflitos entre empreendimentos turísticos e direitos das populações tradicionais que habitam a costa Oeste do litoral cearense. Os fatos e resultados apresentados proveem de pesquisas realizadas nessa região que enfatizam o caráter excludente do modelo vigente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

ABU-EL-HAJ, Jawdat. “Ceará e o dilema desenvolvimentista brasileiro”, Revista Políticas Públicas e Sociedade, Fortaleza, v.1, n.6, 2003, p. 11-21.

ALMEIDA, Alfredo Wagner Berno de. Terras tradicionalmente ocupadas. In: SOUZA LIMA, Antonio Carlos (Coord.Geral), Antropologia & Direito: temas antropológicos para estudos jurídicos. Rio de Janeiro / Brasília: Contra Capa / LACED / Associação Brasileira de Antropologia, 2012.

ARAÚJO, Rogério C.P. et alli. Relatório: Diagnóstico Socioeconômico da Zona Costeira do Estado do Ceará. Publicação no âmbito do Programa Zoneamento Ecológico e Econômico da Zona Costeira do Estado do Ceará (ZEE), coordenado por Luiz Parente Maia (LABOMAR) e Maria Dias Cavalcante (SEMACE). Fortaleza: Governo do Estado do Ceará, novembro/2005.

ÁVILA ROMERO, Agustín. “Análisis del turismo alternativo en comunidades indígenas de Chiapas, México”. Études Caribéennes, 31-32, août-décembre 2015 (http://www.journals.openedition.org/etudescaribeennes/7601)

BRASIL. Plano Nacional de Turismo 2003/2007: Diretrizes, metas e programas. MINISTÉRIO DO TURISMO - MTur, 2003.

BRASIL. Ação Cautelar nº 009/2004 apresentada ao Juiz Federal da 27ª Seção Judiciária do Ceará. PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO CEARÁ – MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, Fortaleza, novembro/2004.

BRASIL. Plano Nacional de Turismo, 2007/2010: Uma viagem de inclusão. MINISTÉRIO DO TURISMO - MTur, 2007.

BRASIL. Estudo de Competitividade dos 65 destinos Indutores do Desenvolvimento Turístico Regional – Relatório Brasil / Luiz Gustavo Medeiros Barbosa (Organizador) – 2ª edição revisada – Brasília: MINISTÉRIO DO TURISMO, 2008.

BRASIL. Estatísticas básicas de turismo. MINISTÉRIO DO TURISMO – MTur, 2010.

BRASIL. Turismo no Brasil 2011-2014. CONSELHO NACIONAL DO TURISMO, 2010.

BRASIL. Estatísticas Básicas de Turismo. Brasil. MINISTÉRIO DO TURISMO, 2011.

BRASIL. Plano Nacional de Turismo 2013/ 2016: O Turismo fazendo muito mais pelo Brasil. MINISTÉRIO DO TURISMO, 2013.

BRINGAS, Nora; GONZÁLEZ, J. “El turismo alternativo: uma opción para el desarrollo local en dos comunidades indígenas de Baja California”, Economía, Sociedad y Territorio, vol. 4, núm.15, enero-junio, 2004, p.551-590.

CARNEIRO DA CUNHA, Manuela. “cultura” e cultura: conhecimentos tradicionais e direitos intelectuais”. In:, Cultura com aspas. São Paulo: Cosac & Naif, 2009.

CARNEIRO DA CUNHA, Manuela; ALMEIDA, Mauro. Populações tradicionais e conservação ambiental. In: CARNEIRO DA CUNHA, Manuela Cultura com aspas. São Paulo: Cosac & Naif, 2009.

CHAMY, Paula P.C. Reservas extrativistas marinhas: um estudo sobre territorialidade marítima e sustentabilidade, Mestrado em Ciência Ambiental, Universidade de São Paulo, 2005.

CLACSO. Cronología del Conflicto Social, do Observatorio Social de América Latina, Publicación electrónica, fevereiro de 2009. (http://biblioteca.clacso.edu.ar)

CLERC-RENAUD, Agnès. l´ici-bas et l´au-delà dans um village du nord ceará (brésil). ébauche d´un systémecosmogonique et changement social. These pour obtenir le grade de Docteur de L´EHESS en Athropologie Social et Ethnologie, Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales, décembre 2002.

COHEN, Erik. “The Sociology of Tourism: approaches, issues and findings”. Annual Review of Sociology, 10, pp.373-92, 1984.

CORIOLANO, Luzia Neide M.T. O turismo nos discursos, nas políticas e no Combate à Pobreza. São Paulo: Annablume, 2006.

DIEGUES, Antônio Carlos. O Mito moderno da natureza intocada. São Paulo: Hucitec/ Nupaub-USP, 2000.

DIEGUES, Antônio Carlos. Pesca e marginalização no litoral paulista, dissertação de mestrado defendida no departamento de Ciências Sociais da Universidade de São Paulo (USP), 1973.

FONTELES, José Osmar. Jericoacoara: turismo e sociedade. Sobral, Ceará: edições UVA, 2000.

GOLDMAN, Márcio. Os Tambores dos Mortos e os Tambores dos Vivos. Etnografia, Antropologia e Política em Ilhéus, Bahia. Revista de Antropológia, vol. 46, n. 2, São Paulo, USP, 2003.

GREENWOOD, Davydd J. “Culture by the Pound: an Anthropological Perspective on Tourism as Cultural Commoditization”. In: Valene Smith (ed.). Hosts and Guests: the Anthropology of Tourism. Filadélfia: University of Pennsylvania Press, 1989.

GRÜNEWALD, Rodrigo de Azeredo. Os índios do descobrimento: tradição e turismo. Rio de Janeiro: Contracapa, 2001.

JIMÉNEZ MARTÍNEZ, Alfonso de Jesús y SOSA FERREIRA, Ana Pricila. Cocktail Cancún: Reflexiones sobre los impactos sociales del turismo en la comunidad local. http://turismoresponsable.org/Investigacio_debate/ 0710_jimenez_cancun.pdf, 2011.

KANT DE LIMA, Roberto; PEREIRA, L. F. Pescadores de Itaipu: meio ambiente conflito e ritual no estado do Rio de Janeiro. Niterói, RJ: EdUFF, 1997.

KRIPPENDORF, Jost. Sociologia do turismo: parA uma nova compreensão do lazer e das viagens. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1989.

LEMENHE, Maria Auxiliadora. Família, tradição e poder: o (caso) dos coronéis. São Paulo: Annablume, 1996.

LÓPEZ SANTILLÁN, Ángeles; MARÍN GUARDADO, Gustavo. “Turismo, capitalismo y producción de lo exótico. Una perspectiva crítica para el estudio de la mercantilización del espacio y la cultura”, Relaciones, 123, vol. XXXI, 2010.

McCABE, Mary Alice (Org.). A nossa luta foi uma luta sagrada. O povo do Assentamento Maceió conta a história de sua luta pela terra. Fortaleza: Instituto Terramar, 2015.

MARÍN GUARDADO, Gustavo. “Los tristes trópicos del turismo en México: industria, reflexividad y otras ficciones”. In: MARÍN, G.; GARCÍA, A.; DALTABUIT, M. (Coord.) Turismo, globalización y sociedades locales en la península de Yucatán, México. Colección PASOS Edita n. 7, Tenerife: PASOS RTPC, 2012.

MARTINS, Helenita Maria Teixeira Marques. Turismo E Práticas Artesanais. Efeitos Da Expansão Turística Nas Práticas Artesanais Em Jericoacoara- Ceará. Monografia de conclusão do Curso de Ciências Sociais da Universidade Federal do Ceará, UFC, 2019.

MOWFORTH, Martin; MUNT, Ian. Tourism and sustainability. New Tourism in the Third World. New York: Routledge, 1998.

NARVAEZ, Estela Lucía. “El turismo alternativo. Una opción para el desarrollo local”. REV IISE, San Juan v.6, n.6, p.9-17, 2014.

NOGUEIRA, Sheila K.P. Conflitos E Territorialidades Resistentes Em Comunidades Tradicionais Na Zona Costeira Cearense. Tese de Doutorado, Programa de Pós-Graduação em Geografia, Centro de Ciências, Universidade Federal do Ceará (UFC), 2016.

NASH, Dennison. “Tourism as a Form of Imperialism”. In: SMITH, Valene. (ed.), Hosts and Guests. The Anthropology of Tourism. (second edition), Philadelphia: University of Pennsylvania Press, 1989.

OLIVEIRA, R. J. de. Turismo backpacker – estudo dos viajantes internacionais no Brasil. Cultur Revista de Cultura e Turismo, vol. 2, nº1, p.89-104, 2008.

RIBEIRO, Gustavo Lins. Poder, redes e ideologia no campo do desenvolvimento. Novos Estudos CEBRAP, n. 80, março, 2008.

RODRIGUES, Lea C. Propostas para uma avaliação em profundidade de políticas públicas sociais. In : GONDIM, Linda M.P.(Org), A prática da pesquisa artesanal : instrumentos, estratégias e narrativas. Curitiba : Editora CRV, 2021.

RODRIGUES, Lea C. Avaliação em profundidade e ecologia política: um diálogo possível, Aval, v.2, n.16, jul-dez/2019.

_______. Diretrizes da Política Nacional de Turismo e subsídios para sua avaliação. Revista Gestão Pública: Práticas e Desafios, Recife, v. II, n.3, jun. 2011.

_______. Turismo, empreendimentos imobiliários e populações tradicionais. Conflitos e interesses em relação à propriedade da terra. Civitas, Porto Alegre v. 10 n. 3 p. 527-544 set.-dez. 2010a.

RODRIGUES, Lea.C.; ARAÚJO, A.G.P. Efeitos de megaprojetos turísticos sobre populações tradicionais: conflitos fundiários em perspectiva comparada Brasil - México. 38º ENCONTRO NACIONAL DA ANPOCS, Caxambu, MG, 27 a 31 de outubro de 2014.

RODRIGUES, L.C. RODRIGUES, Lea Carvalho. Antropologia e políticas públicas de incentivo ao turismo: paradigmas e proposições teórico-metodológicas para esse diálogo. In: ______. RODRIGUES, Lea; MORENO, Isidoro: RUBEN, Guilhermo; PALENZUELA, Pablo (Orgs.). Trabalho, políticas públicas e estratégias empresariais. Fortaleza: MAPP/Expressão Gráfica e Editora, 2010.

ROLIM, Romildo Carneiro. Efeito do Programa de Desenvolvimento do Turismo no Nordeste do Brasil – Prodetur/NE nos níveis de qualidade de vida da população de baixa renda residente no distrito de Lagoinha, município de Paraipaba (CE). Dissertação de Mestrado em Avaliação de Políticas Públicas – MAPP/UFC, 2005.

SANTANA, Augustín. Antropologia y Turismo. Nuevas hordas, viejas culturas. Barcelona: Editorial Ariel S.A., 2006.

SANTOS, Potyguara Alencar dos. Territorialidades dos programas de desenvolvimento em zonas costeiras do Nordeste brasileiro: projetos de infraestrutura de grande escala em turismo (PGE-Tur), populações tradicionais marítimas e suas ações contraprogramáticas, Wamon, Manaus, v.1, p.13-28, 2015.

_______. A ecologia política e a avaliação de políticas públicas: reexplorando o caso de Tatajuba, Ceará, Aval, ano 4, vol.2, nº8, jul-dez/2011.

STRONZA, Amanda. “Anthropology of Tourism: forging new ground for ecoturism and other alternatives”. Annual Review of Anthropology, 30, 2001, p 261-283.

URRY, John. Introducción. Culturas móviles. In: ZUSMAN, Perla et al. (comp.), Viajes y geografias. Buenos Aires: Prometeo Libros, 2007.

VASCONCELOS, Taciane S. Legislação Ambiental Em Parques Nacionais. Abordagem Antropológica Do Conflito Socioambiental No Parque Nacional De Jericoacoara – Ceará. Monografia de Conclusão do Curso de Ciências Sociais da Universidade Federal do Ceará (UFC), 2019.

Downloads

Publicado

2023-10-02

Como Citar

Carvalho Rodrigues, Lea. 2023. “Turismo, Conflitos Sociais E Os Direitos Das populações Tradicionais”. Abya-Yala: Revista Sobre Acesso à Justiça E Direitos Nas Américas 7 (1):170 a 195. https://doi.org/10.26512/abya-yala.v7i1.48585.

Edição

Seção

Dossiê Turismo, desigualdade e crise