Submissões

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  • O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF.
  • URLs para as referências foram informadas quando possível.
  • O texto está em espaço simples; usa uma fonte de 12-pontos; emprega itálico em vez de sublinhado (exceto em endereços URL); as figuras e tabelas estão inseridas no texto, não no final do documento na forma de anexos.
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista.

Diretrizes para Autores

Ética:

A Revista Brasileira de Linguística Antropológica prima pelo caráter original, inovador e ético dos trabalhos submetidos à publicação.

Da Submissão:

1. Política editorial. A Revista Brasileira de Linguística Antropológica- RBLA, periódico aberto, de publicação contínua e publicação de números especiais, aceita trabalhos de autoria de professores, pesquisadores, alunos de doutorado ou mestrado, sendo os trabalhos desses últimos, preferencialmente em coautoria com seus orientadores ou pesquisadores a eles associados.

2. Avaliação. A RBLA adota o sistema duplo-cego de revisão por pares. Autores permanecem anônimos durante a análise dos trabalhos, e os consultores durante e após a avaliação. Havendo dois pareceres díspares, um terceiro avaliador participa do processo de avaliação. Após a emissão dos pareceres, cópias das avaliações são encaminhados ao(s) autor(es), juntamente com as recomendações de ajustes indicadas pelos pareceristas.

3. A natureza dos trabalhos publicados. A RBLA publica artigos, vocabulários, diários de campo, relatórios de viagem, resenhas, traduções e estudos antigos de valor inestimável para o conhecimento de línguas e culturas dos povos da América do Sul. Excepcionalmente são aceitos estudos de línguas indígenas das Américas, em geral. Nenhum dos trabalhos submetidos deve ser simultaneamente submetido a outros periódicos.

4. Submissão. Os artigos devem ser submetidos unicamente por meio da Plataforma SEER: https://periodicos.unb.br/index.php/ling/about/submissions O(s) autor(es) deve(m) fazer o cadastro (Login/Senha) na seção Submissões. No preenchimento dos dados, é necessária a concordância com as condições estabelecidas pela revista.

4.1 Metadados: Preencher adequadamente os metadados durante a submissão de originais, pois eles são considerados nas etapas de edição. Quanto à afiliação, o nome da Instituição deve ser informado em sua forma extensa. Após a submissão, o(s) autor(es) recebem e-mail do editor e, a partir de então, pode(m) acompanhar a evolução do processo de avaliação e edição do trabalho submetido.

4.2 Artigos. Os artigos devem ser originais e inéditos.

4.3 Resenhas. As resenhas são exclusivamente referentes a obras publicadas nos últimos dois anos.


4.4 Entrevistas. Entrevistas podem ser realizadas junto a pesquisadores no Brasil ou do exterior, ou junto a pessoas de notório saber – lideranças indígenas, ativistas em prol de povos minorizados, especialistas em indigenismo, entre outros).

4.5 Vocabulários, Relatórios de viagem, Diários de Campo. Vocabulários, relatórios de viagem e diários de campo devem ser contribuições de relevância para o conhecimento linguístico, cultural, zoobotânico, histórico e arqueológico dos povos indígenas.

4.6 Relembrando. Esta seção é destinada à publicação de estudos escritos no passado, de importância fundamental para o conhecimento de línguas e culturas dos povos indígenas.

4.7 Traduções. As traduções devem considerar significância dos estudos para o conhecimento de línguas e culturas indígenas, métodos e teorias que contribuam para os estudos e pesquisas de línguas e culturas indígenas.

4.8 Línguas. Os trabalhos podem ser redigidos em português (seguir as regras do novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, de 2016), francês, inglês, espanhol ou em línguas indígenas.

5. Apresentação de trabalhos: Todas as modalidades de trabalhos devem ser submetidas com uma cópia em Word for Windows e uma cópia em formato pdf.

5.1 Formato dos manuscritos: Tamanho do papel: 21 x 29,7cm ou A4

5.1 Artigos

5.1.1 Texto principal

• fonte: Times New Roman
• tamanho da fonte: 12
• espaço entre linhas: 1,5

5.1.2 Citações e notas de rodapé.

• fonte: Times New Roman
• tamanho da fonte: 10
• espaço entre linhas: simples

5.1.3 Quadros, mapas e figuras. Quadros, mapas e figuras devem ser enviados em alta resolução.

5.1.4 Título do artigo e nomes dos autores
A página zero do manuscrito deve conter o título do trabalho, nome(s) do(s) autor(es), filiação institucional, respectivos ORCID(s), assim como o endereço postal, o endereço eletrônico e o número de telefone de um dos autores.

5.1.4.1 Título do artigo: o título do artigo deve aparecer com a letra da primeira palavra em caixa alta, podendo outras palavras do seguirem esse mesmo formato, quando relevante. O título deve estar em negrito, centralizado no alto da primeira página, em espaçamento simples, com tradução para o português – duas linhas abaixo – se escrito em inglês, e com tradução para o inglês, se escrito em outra língua.

5.1.4.2 Nome do(s) autor(es): o(s) nome(s) do(s) autor(es) deve(m) vir à direita da página, na terceira linha abaixo do título, com asterisco remetendo à nota de rodapé para apresentação dos metadados do(s) autor(es). Esses metadados correspondem às seguintes informações, na seguinte ordem: nome por extenso da instituição a que o(s) autor(es) está ou estão vinculados(s) e sigla, unidade, faculdade ou instituto, estado, país; vínculo departamental; e-mail.

5.1.5 Resumos. Cada artigo deverá conter, no alto da página 1, três linhas após o título e sua tradução, dois resumos com no máximo 150 palavras. Se o texto for escrito em português, um dos resumos deve ser em inglês. Se for escrito em outra língua, um dos resumos deve estar em português.

5.1.6 Palavras-chave. Cada resumo deverá ser seguido de cinco palavras-chave separadas por pontos, seguido de um espaço.

5.1.7 Normas de edição. A RBLA segue as normas do Chicago Manual of Style.

5.1.8 Citações. As referências no texto devem ser indicadas entre parênteses. Quando o nome de um autor for mencionado no texto, datas e páginas seguem imediatamente o nome deste, por exemplo, Thomason and Kaufman (1988:40-45).
Citações de autores e de seus respectivos trabalhos devem figurar entre parênteses, por exemplo: (Thomason and Kaufman 1988:87).

5.1.9 Notas de rodapé. Notas explicativas devem ser feitas em notas de rodapé numeradas em sequência única.

5.1.10 Referências. Todas as referências feitas deverão figurar na seção Referências bibliográficas, ao final do trabalho, e devem seguir The Chicago Manual of Style.

Exemplos:

Livros
Bloomfield, Leonard. 1914. An Introduction to the Study of Language. New York: Holt, Rinehart, and Winston. [Repr. intro. Joseph F. Kess, Amsterdam and Philadelphia: John Benjamins, 1983.]
Bloomfield, Leonard. 1933. Language. New York: Holt, Rinehart, and Winston. [Repr. Chicago: Chicago University Press, 1984. Chapters on historical linguistics issued separately as Language History, New York: Holt, Rinehart, and Winston, 1965.]
Lathrap, D. W. 1970. The Upper Amazon. New York and Washington: Praeger Publishers.
Sapir, Edward, and Morris Swadesh. 1939. Nootka Texts: Tales and Ethnological Narratives with Grammatical Notes and Lexical Materials. Philadelphia: Linguistic Society of America and University of Pennsylvania.
Thomason, Sarah G., and Terrence Kaufman. 1988. Language Contact, Creolization, and Genetic Linguistics. Berkeley-Los Angeles: University of California Press.
Capítulos de livros
Benveniste, Émile. 1966. “Être” et “avoir” dans leur fonctions linguistiques. In Émile Benveniste (ed.), Problèmes de linguistique générale (vol. 1, pp. 187–207). Paris: Gallimard.
Harrison, C. (1986). Verb Prominence, Verb Initialness, Ergativity and Typological Disharmony in Guajajara. In D. Derbyshire & G. K. Pullum (Eds.), Handbook of Amazonian languages. (Vol. 1, pp. 407–439). Berlin: Mouton de Gruyter.
Kaufman, T. 1990. Language history in South America: What we know and how to know more. In D. L. Payne (Ed.), Amazonian linguistics: studies in lowland South American languages, (pp. 13-67). Austin: University of Texas Press. Keenan, E. (1976). Towards a Universal Definition of “Subject”. In L.
Artigos em revistas
Campbell, Lyle. 1973. Distant genetic relationships and the Maya–Chipaya hypothesis. Anthropological Linguistics 15(3), 113-35.
Faust, Norma. 1963. El lenguaje de los hombres y mujeres en cocama. Perú Indígena 10:115-17.
Teses e Dissertações
Rodrigues, A. (1958). Phonologie der Tupinambá Sprache. PhD thesis, University of Hamburg.
Correa-da-Silva, Bratriz, C.. 1997. Urubu-Ka’apor - da Gramática à História: a trajetória de um povo, Universidade de Brasília.
Noelli, Francisco S. 1993. Sem Tekohá não há Tekó (em busca de um modelo etnoarqueológico da subsistência e da aldeia Guarani aplicado a uma área de domínio no delta do Jacuí-RS). Mestrado em História, Pontifícia Universidade do Rio Grande do Sul.
Trabalhos publicados em Anais de Congressos
Payne, D. L. 1986. Inflection and Derivation: Is there any difference?. Proceedings from the First Pacific Linguistics Conference. Eugene, Oregon.
Consultar também: https://feup.libguides.com/chicago/estruturabasica

5.1.12 Símbolos fonéticos. Recomenda-se o uso do UNICODE.


5.2 Recensões. Recensões não devem exceder sete páginas. A referência completa da obra resenhada deve seguir as normas para artigos, com o(s) nome(s) do(s) autor(es) da resenha, na terceira linha abaixo da referência da obra, precedido(s) por: Resenhado por nome(s) do(s) autor(es), com asterisco(s) remetendo à nota de rodapé que contém as informações indicadas no item autores.(nome(s) do(s) autor(es) (5.1.4.1).


5.3 Traduções. Cada volume da RBLA publicar até duas traduções, exceto em eventuais volumes especiais.


5.4 Entrevistas. As entrevistas devem ser organizadas obedecendo as mesmas normas indicadas para título e autores de artigos, mas com o título acrescido de “Entrevista com...”, com asterisco remetendo a uma nota de rodapé em que é oferecida uma breve biografia do entrevistado. Segue o(s) nome(s) do(s) autor(es) da entrevista, seguindo as mesmas recomendações para “autores” de artigos.


5.5 Diários de Campo e Relatórios de viagem. Seguem as mesmas normas para artigos.


5.6 Vocabulários. Seguem as mesmas normas para artigos, quanto a títulos e autores. Dem ser usadas tabulações e não tabelas na apresentação dos dados do vocabulário.


6. Agradecimentos: quando houver, devem ser inseridos em uma nota de rodapé.

7. Anexos e/ou Apêndices
Anexos e apêndices são aceitos quando fundamentais complementos do texto, obedecendo o limite de 30 páginas e inseridos no final do texto, após as referências bibliográficas.

8. Outras instruções. Os trabalhos que não se enquadrarem nas normas da revista são devolvidos aos autores, ou são solicitadas adaptações, indicadas em carta pessoal. Dados e conceitos emitidos nos trabalhos, bem como a exatidão das referências bibliográficas, são de inteira responsabilidade do(s) autor(es).


9. Direitos autorais - Autorização para publicação. Com a aprovação para a publicação do artigo submetido, fica acordada a anuência do(s) autor(es) à reprodução e publicação pela RBLA, de acordo com os termos “reprodução” e “publicação” conforme definição respectivamente dos incisos VI e I do artigo 5° da Lei 9610/98.


10. Política de Privacidade. A RBLA faz uso de nomes e endereços dos autores exclusivamente para fins de publicação, não os disponibilizando para outros fins.

Artigos

Política padrão de seção

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.